/Padre diz que Bolsonaro é “bandido” e que eleitores devem confessar pecado

Padre diz que Bolsonaro é “bandido” e que eleitores devem confessar pecado

Redação A Hora News

Legenda: Padre Edson Adélio Tagliaferro criticou o presidente | Foto: Reprodução Youtube

Um padre do interior de São Paulo se tornou famoso nas redes sociais neste final de semana por ter criticado o presidente Jair Bolsonaro.

o padre Edson Adélio Tagliaferro, da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira (SP), chamou Bolsonaro de bandido e disse que os eleitores que o elegeram precisam “se confessar”.

A missa que está sendo compartilhada foi gravada na quinta-feira (2) quando o padre rezou pelos mortos e falou sobre as vítimas da Covid-19.

“Um país que já chegou a 60 mil mortos pela pandemia, e não temos um ministro da Saúde. Vocês querem que eu fale o quê? Aquilo que todos falam, ‘ah, ele não trabalha porque não deixam ele trabalhar’. Não! É porque ele não presta. Bolsonaro não vale nada! E quem votou nele devia se confessar, pedir perdão a Deus pelo pecado que cometeu, porque elegeu um bandido para pôr de presidente”, prosseguiu.

Assista: