/Ativistas LGBT impedem exibição de filme sobre gays convertidos

Ativistas LGBT impedem exibição de filme sobre gays convertidos

Documentário conta o relato de 15 homens e mulheres que abandonaram o estilo de vida homossexual

por Jarbas Aragão – Gospel Prime

A campanha da ONG evangélica Christian Concern para a divulgação do documentário Voices of the Silenced: Experts, Evidences and Ideologies, [Vozes dos Silenciados: Especialistas, Evidências e Ideologias] foi atacada por ativistas LGBT. Eles impediram a estreia do longa no cinema Vue, em Londres.

Como no Brasil, o argumento é que os cristãos estão divulgando a “cura gay”, quando na verdade são apenas relatos de 15 homens e mulheres, de diferentes partes do mundo, que escolheram abandonar o estilo de vida homossexual após sua conversão a Jesus.

Os produtores do documentário, membros do ministério cristão Core Issues Trust, explicam que ouviram essas pessoas e especialistas no tema para tentar retratar que “não passa de um mito a ideia que as pessoas nascem gay”.

A rede de cinemas Vue decidiu cancelar a exibição do filme após uma campanha online promovida pelo site gay PinkNews. A Christian Concern disse que eles estão sendo censurados pelo ativismo LGBT.

Por sua vez, a rede Vue afirmou em nota que cancelou a exibição por “não endossar a promoção que haja uma ‘cura’ para quem é gay”.

Andrea Williams, presidente da Christian Concern disse que os cristãos hoje estão sendo vítimas de “uma campanha de intimidação e intolerância”, mas que isso não os intimidará, pois agora negociam para que o documentário seja exibido em outra rede.

“Esta é, fundamentalmente, uma questão de liberdade de expressão. Como de costume, uma minoria de ativistas homossexuais usa ameaças e intimidação para impedir que se mostre uma opinião divergente. Eles não toleraram a verdade de que existe um número significativo de homens e mulheres que não desejam permanecer no estilo de vida gay e buscam ajuda para mudar”, afirmou.

O produtor do filme, Mike Davidson, relata que é um “ex-gay” e que seu filme não defende uma “cura gay”, mas sim “os direitos dos indivíduos para obter ajuda e apoio para se livrar de sentimentos homossexuais indesejados”. Com informações de Christian Today

Assista ao trailer:

Comments

Comentários