/Junho Violeta: Alagoas lança campanha de mobilização contra a violência à pessoa idosa

Junho Violeta: Alagoas lança campanha de mobilização contra a violência à pessoa idosa

Durante o evento, foram empossados os novos membros do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa em Alagoas

por Natalício Vieira / Ascom Secdef

Secretária Arabella Mendonça e o vice-governador Ronaldo Lessa empossam novos membros do Conselho Estadual da Pessoa Idosa – Foto: Errol Flinn/Ascom Vice-govenadoria

O vice-governador de Alagoas, Ronaldo Lessa , e a secretária de Estado da Cidadania e da Pessoa com Deficiência (Secdef), Arabella Mendonça, lançaram nesta terça-feira (4), no auditório da Vice-governadoria, em Maceió, a campanha Junho Violeta, dedicada ao enfrentamento à violência contra a pessoa idosa. Na ocasião, também foram empossados os novos membros do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa de Alagoas (CEDPI/AL), para o biênio 2024-2026.

Idealizada pela Secdef, a campanha Junho Violeta vai promover ações de mobilização e conscientização, por meio de parcerias com diversas entidades, envolvendo secretarias e demais órgãos estaduais e a sociedade em geral, visando a sensibilização para a importância da efetivação dos direitos da pessoa idosa e do combate à violência contra esse grupo.

Ao longo do mês de junho, a secretaria realizará ações como iluminação de monumentos e prédios públicos na cor violeta, seminário, rodas de conversa nos municípios, oficinas, apresentações culturais e panfletagem nos locais de trabalho para sensibilizar os trabalhadores no tocante à necessidade de engajamento no combate à violência contra a pessoa e idosa.

Segundo dados do IBGE, Alagoas apresenta uma população idosa de 409.225 pessoas.

De acordo com a gestora da Secdef, Arabella Mendonça, o Junho Violeta é mais que um mês de conscientização, ele é um marco na luta contra a violência, além de ser um chamado à ação, é um convite à reflexão. “Este é o momento para reafirmarmos os direitos da pessoa idosa, denunciar abusos e construir pontes para um futuro mais digno e respeitoso. É reconhecermos essas pessoas como cidadãos plenos, protagonistas de suas histórias, sonhos e contribuições valiosas para a nossa sociedade”, destacou Mendonça.

Para o vice-governador, Ronaldo Lessa, a campanha é um momento crucial para realizar um trabalho de conscientização da sociedade sobre a importância de proteger e valorizar as pessoas idosas. “É nosso dever garantir que nossos idosos vivam com dignidade e segurança, através da implementação de políticas públicas eficazes e ações educativas que sensibilizem a população”, disse o gestor.

Ele ainda convidou todos a se engajarem ativamente nesta causa. “Juntos construiremos uma sociedade mais justa e humana, onde os direitos dos nossos idosos sejam respeitados. Que o Junho Violeta desperte a consciência coletiva e promova mudanças significativas”.

Dados do Disque 100, do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, indicam que a violência contra a pessoa idosa aponta para uma cultura de negligência principalmente no cenário familiar. Fazendo destaque que a maioria das violações contra esse público ocorrem na casa das vítimas, constituindo cerca de 92,4% das violações. Em 2024, de janeiro a maio, já foram registradas 4.284 violações de direitos contra a pessoa idosa no Estado de Alagoas.

SOBRE O CEDPI

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa é composto por 24 membros titulares e seus respectivos suplentes, sendo 12 representantes da sociedade civil e 12 representantes do Governo. O conselho tem como função formular políticas de promoção, proteção e defesa dos direitos da pessoa idosa, bem como controlar e fiscalizar a sua execução.