/“Se uma facada não me matou, não vai ser uma gripezinha”, diz Bolsonaro

“Se uma facada não me matou, não vai ser uma gripezinha”, diz Bolsonaro

Redação A Hora News

 

Durante uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro foi questionado a respeito dos testes de COVID-19 que ele realizou, dizendo que queria ver os resultados.

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, chegou a interferir dizendo que exames são pessoais e não devem ser usados para provar nada.

“O resultado é do paciente. O exame que você faz, é seu. Ninguém tem o direito de mostrar para os outros. Vocês estão confundindo o Jair Bolsonaro com o presidente da República”, afirmou Mandetta ao jornalista

Bolsonaro declarou que ele e toda a sua família realizou o teste e que está bem. “Fiz dois testes, talvez faça mais um até, talvez, porque sou uma pessoa que tem contato com muita gente”.

No final da coletiva, ele declarou: “Se uma facada não me matou, não vai ser uma gripezinha”.

(Foto: Isac Nóbrega / PR)