/“Quando foi que ficamos tão indiferentes”, diz Eyshila sobre menino esquartejado pela mãe

“Quando foi que ficamos tão indiferentes”, diz Eyshila sobre menino esquartejado pela mãe

Redação A Hora News

A cantora Eyshila comentou com tristeza a morte do menino Rhuan que foi esquartejado por sua mãe com ajuda de sua madrasta. Com apenas 9 anos, o menino foi degolado, esfaqueado e esquartejado.

A mãe, que é lésbica, teve ajuda de sua companheira no crime e as duas estão presas. Ao contrário de outros casos envolvendo crianças, a história de Rhuan não teve a mesma repercussão.

“Não vamos esperar que as pedras clamem. Então, clamemos nós. Ei, Igreja, desperta! Quando foi que ficamos tão indiferentes a ponto de não nos comovermos mais com o hediondo?”, questionou questionou Eyshila.

“Elas não o mataram porque são lésbicas. Elas o mataram porque são perversas. A perversidade é amiga da iniquidade e companheira da desobediência e da perversão dos valores que Deus estabeleceu. Ele só nos deixou um grande mandamento: O AMOR”, escreveu.

Leia o relato na íntegra:

Que os sacerdotes, que ministram perante o Senhor, chorem entre o pórtico do templo e o altar, orando: “Poupa o teu povo, Senhor . Não faças da tua herança objeto de zombaria e de chacota entre as nações. Por que se haveria de dizer pelos povos: ‘Onde está o Deus deles?’ ”
Joel 2:17

Não vamos esperar que as pedras clamem. Então, clamemos nós. Ei, Igreja, desperta! Quando foi que ficamos tão indiferentes a ponto de não nos comovermos mais com o hediondo? Elas não o mataram porque são lésbicas. Elas o mataram porque são perversas. A perversidade é amiga da iniquidade e companheira da desobediência e da perversão dos valores que Deus estabeleceu. Ele só nos deixou um grande mandamento: O AMOR.

Ame a Deus acima de tudo e ame ao próximo como a você mesmo. As pessoas não sabem mais quem é Deus, muito menos quem é o próximo. Bem vindo ao mundo insensível que foi desconfigurado pelo pecado. Mas Deus ainda não arrebatou a Igreja, isto significa que ainda temos uma missão nessa terra. Vamos gritar, clamar, orar, chorar entre o pórtico e o altar. Se a gente se calar as pedras vão clamar. Mas quem disse que Deus chamou as pedras? Ele nos deu uma voz!

Meus sinceros sentimentos a mais essa família devastada pelo luto e por essa barbaridade. No dia 14 de Junho de 2019, dia do terceiro aniversário de morte do meu filho, dedico minhas lágrimas ao Rhuan. Ele cumpriu sua carreira e descansou. Aguarda o arrebatamento. Que Deus console o coração de seu pai, avós, tios, primos e amiguinhos.

Que Deus tenha misericórdia da alma dessa mãe. Meu papel aqui não é incitar o ódio de ninguém contra uma classe específica de pessoas. Só quero usar a minha voz pra declarar que eu não me conformo. Eu não aceito essa degradação moral, social e espiritual dominando sobre a minha nação. O Brasil não é isso. Jamais será! #omilagresomosnós #Jesusestávoltando #venhaoTeuReinoJesus

Que os sacerdotes, que ministram perante o Senhor , chorem entre o pórtico do templo e o altar, orando: “Poupa o teu…

Publicado por Eyshila em Quinta-feira, 13 de junho de 2019