/Jucá defende Temer e Cunha e diz que Dilma “perdeu o equilíbrio”

Jucá defende Temer e Cunha e diz que Dilma “perdeu o equilíbrio”

O presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), disse que o discurso feito hoje (12) pela presidenta Dilma Rousseff é sinal de que ela está “perdendo o equilíbrio”. Em cerimônia no Palácio do Planalto com educadores e estudantes, Dilma disse, sem mencionar nomes, que o vice-presidente da República, Michel Temer, e o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), são os chefes do que ela classificou de “golpe em curso” contra seu mandato.

“Eu lamento que a presidenta Dilma esteja perdendo a serenidade e esteja tentando culpar outras pessoas pelo desacerto do seu próprio governo. Se a presidenta quer encontrar pessoas que atrapalharam seu governo, deve olhar para dentro. O governo está pagando pelos erros que cometeu”, disse Jucá.

O senador ressaltou que o processo de impeachment não é um golpe e defendeu Temer e Cunha das acusações indiretas. “Eu diria que é um tipo de apelação e perda de equilíbrio. Primeiro, os autores do pedido de impeachment são juristas renomados no Brasil. Depois, o Eduardo Cunha, como presidente da Câmara, deu apenas prosseguimento ao fato. O processo foi definido pelo STF [Supremo Tribunal Federal] no seu trâmite”, acrescentou.

Jucá também defendeu Temer quanto ao vazamento de áudio em que o vice-presidente discursa como se o impeachment de Dilma já tivesse sido aprovado e rebateu a sugestão do ministro do Gabinete Presidencial, Jaques Wagener, de que Temer deveria renunciar ao cargo após a divulgação.

FONTE: AGENCIA BRASIL