/Após ser condenado a pagar indenização, Haddad quer provar na Justiça que Edir Macedo é “charlatão”

Após ser condenado a pagar indenização, Haddad quer provar na Justiça que Edir Macedo é “charlatão”

Redação A Hora News

Durante a campanha eleitoral de 2018, Fernando Haddad, candidato derrotado do PT, chamou o bispo Edir Macedo de “charlatão” e foi processado e condenado por isso.

Segundo a jornalista Mônica Bergamo, Haddad disse que pode provar na Justiça que o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus é, de fato, um “charlatão”, usando como base os processos que o religioso responde.

Haddad foi condenado pelo juiz Marco Antonio Botto Muscari, da 6ª Vara Cível da capital, a pagar R$ 79.182 por ofensa ao bispo. Ao dar a sentença, o juiz escreveu: “Será que um bacharel, mestre e doutor pela USP, ex-prefeito da maior cidade do país e que chega ao 2º turno da eleição presidencial, imagina que chamar líder religioso de charlatão e faminto por dinheiro não é conduta capaz de ofender o patrimônio ideal do conhecido bispo?”.

Para quem não se lembra, Haddad saiu de uma missa durante a campanha eleitoral dizendo que o apoio dos evangélicos a Jair Bolsonaro era “charlatão fundamentalista” que “tinha fome de dinheiro”.